finanças

Comprando meu apê: A burocracia

midia-indoor-casa-mao-casa-propria-compra-venda-aluguel-economia-financa-negocio-arquitetura-negocio-construcao-investimento-emprestimo-modelo-posse-propriedade-projeto-banco-1271790632513_956x500
Em 2015 comprei meu primeiro apartamento junto com o meu marido. Como foi uma experiência totalmente nova para mim e eu tinha muitas dúvidas, achei que seria bacana escrever um post sobre isso aqui no blog.

O meu marido já tinha um apartamento no Rio e resolvemos usar o aluguel que recebíamos do apartamento de lá e pagar uma prestação por aqui. Encontramos um apartamento que cabia no nosso orçamento – e num bairro legal – e resolvemos comprar.

O primeiro passo (depois de escolher o imóvel, claro) foi assinar os papéis de compra e venda com a construtora, reconhecer em cartório e pagar a entrada ou o valor total do apartamento. Caso vá financiar a outra metade, como a gente fez, começa a segunda parte do burocracia: o financiamento.

❤ Financiando seu imóvel:

O primeiro passo é procurar o seu banco (ou outro com melhores opções de taxa) para solicitar o financiamento. Fizemos com o HSBC e tivemos que preencher uma ficha com nossos dados, enviar umas cópias de documentos (incluindo cpf e comprovante de trabalho e renda) e esperar.

Depois disso e até o final do processo a palavra de ordem é esperar e ter paciência. O processo em si é bem desgastante, chato e normalmente demorado. 

Após analisar seus dados, seus documentos, sua vida o banco te emite uma carta de crédito que nada mais é que a confirmação que você tem chances de ter o dinheiro para comprar o imóvel. Traduzindo: Seu cpf te permite o crédito.

Essa é a primeira fase do processo, a partir dela vamos para segunda fase. O processo inteiro pode demorar 30 dias, 90 dias (como o meu) ou mais. Como o banco não tem obrigação de emprestar o dinheiro a coisa vai bem devagar e você não pode reclamar. (Essa é a pior parte!)

Dica-8
A segunda fase consiste em avaliação do imóvel (ver se ele realmente vale o que estão pedindo), de mais documentos seus e do vendedor do imóvel. E aí, minha gente, eles pedem para você enviar a vida. Prepare-se para correr atrás de uma penca de documentos, dos normais aos “absurdos”. Alguns documentos o vendedor que envia e é do interesse dele que o financiamento saia mais rápido.

Essa fase é mais demorada e chatinha. Pelo o que eu pesquisei em 90% dos casos eles pedem para reenviar documentos que você já enviou e enrolam bastante. Não é pra menos, né? O imóvel “será do banco” até você pagar toda a sua dívida. Por isso eles precisam saber se aquele imóvel é uma boa compra.

Depois de toda a documentação aprovada, o contrato de financiamento vai para redação e validação dentro do setor jurídico do banco. Aprovado e assinado pelo banco, o contrato é emitido e vai para assinatura das partes: você e o vendedor. Tudo com reconhecimento de firma.

Após esses trâmites, você paga o ITBI, o Funjerus e dá entrada no cartório de imóveis, para transferir o apartamento (ou casa) para o seu nome, alienado ao banco. Após o cartório aprovar a transferência o banco paga o valor total ao vendedor  e pronto! A casa é sua.

chave-casa

Depois de tudo pago, é hora de pegar as chaves e preparar a mudança, ou como no meu caso, a obra.

Escrevendo assim, parece bem simples e rápido, né? E realmente pode ser, mas não se assuste e não se estresse tanto se o processo demorar.

Filmei todo o meu processo de obra no apartamento e se vocês quiserem posso fazer um diário da reforma aqui no blog para vocês. Escrevam nos comentários.

Beijos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s